30 outubro 2019

# meu diário

Um agradecimento à Elaine Gaspareto!


Meu blog nasceu em 2016, com a pretensão de me servir como um cantinho do desabafo e para registro de momentos especiais da minha vida. Um lugar pra eu buscar daqui a alguns anos e rememorar meus momentos...

Nessa mesma época tomei gosto pelo scrapbook e resolvi aproveitar o blog pra compartilhar meus trabalhinhos. Daí, fui tomando gosto pela brincadeira e comecei a pesquisar como tornar o site mais bonito. Foi quando descobri o blog da Elaine Gaspareto. Um espaço maravilhoso! Tem dicas preciosas e tutoriais tão detalhados que até eu, sendo totalmente leiga, consegui dar um toque lindo ao meu espaço virtual.

O blog é tão rico em conteúdo que me perdia (e ainda me perco) por horas navegando entre os posts. Mas o agradecimento que eu trago hoje não é por causa das dicas de blog (que são ótimas). O que eu agradeço são as inspirações pra vida... É Elaine, você já me ajudou a res-pi-rar!

Enfrentei a depressão. Pra falar a verdade, ainda enfrento, todos os dias. É uma luta diária, mesmo depois da alta médica... Essa doença bagunça a nossa cabeça de forma tão permanente, que depois dela é preciso um esforço contínuo pra tentar sermos nós mesmas, aquela, de antes, sabe? Só que lutar o tempo todo cansa às vezes, e em alguns desses momentos, seus textos me ajudaram... Por isso, trago alguns trechinhos que já me inspiraram, pra que você saiba que já foi refúgio pra alguém que nunca te viu, que mora do outro lado do país, mas que nutre uma admiração genuína por você.

Sobre quando a angústia de não conseguir voltar a ser aquela que "dava conta de tudo," que fui um dia, toma conta de mim:

"A vida pode ser comida preparada devagar e não macarrão instantâneo, sempre feitos às pressas... Nada é tão urgente assim. Precisamos aprender a fazer as coisas no tempo de cada coisa, e não tentar equilibrar 3, 4 atividades ao mesmo tempo... e sempre acelerando...
(...)
Sempre que percebo que estou acelerando demais, ansiosa demais, impaciente, querendo acelerar a vida... eu digo a mim mesma: res-pi-re!
Nada é pra ontem, nada é tão urgente, nada pode ter o poder de roubar a gente de nós mesmos.
Respire. Se acalme. Desconecte. Divirta-se. Sorria. Aproveite a vida. Respire.
Tá respirando? 
(Tá respirando?, 02/10/2017)"

Ou quando a Eliane amarga, derrotada pelos problemas, tenta voltar a me invadir:

"A gente tem muita facilidade em criticar. Em especial o outro, o diferente, o que age de modo diverso da gente.
É muito fácil criticar, julgar, depreciar, ironizar... quase uma brincadeira...
Claro que a maioria das coisas fica no pensamento, mas se a gente soubesse o quanto os nossos pensamentos podem ser nocivos... me pergunto se os pensamentos ácidos podem ou não, de alguma forma, atingir o outro...
E se os meus pensamentos transparecessem em meu rosto?
Será que eu ficaria tão confortável em criticar?
(...)
É... parece que ainda tenho muito que dominar em mim...
Todos temos.
Não é?
(É fácil criticar quando não pisamos nas mesmas pedras..., 14/08/2016)

Até a Elaine que mora dentro de você já falou comigo, e aconselhou a Eliane que mora dentro de mim, mostrando a ela o que fazer:

A Elaine que mora dentro de mim é muito mais paciente e sábia do que eu.
Ela, quando estou muito nervosa ou com raiva, sempre me pede, com jeito, para respirar.
Ela diz: 'Calma, menina. Respira, não fale nem faça nada com raiva'.
Em geral, quando estou magoada, ela me diz pra deixar o choro vir.
Ela senta comigo, segura as pontas comigo, choramos juntas.
Mas ela não é de me deixar chorar sem limite. Ela, tem sempre uma hora, que diz: 'Agora chega. Enxuga o rosto e vamos resolver o que der. O que não der pra resolver, paciência'.
(...)
Muitas vezes ela me consola, ela não me deixa pior, ao contrário, ela tenta me levantar quando o peso das coisas parecer querer me soterrar.
Ela sempre me lembra que eu não tenho que carregar o mundo nas costas...
(Essa outra Elaine, 17/07/2016)

E quando leio sobre sua história de amor? (Por que o amor pode dar certo, 12/06/2011). Quantas pessoas conhecemos que tiveram o privilégio de viver um grande amor? Desses de uma vida inteira? Que bênção... quanto mais eu passeio pelos seus textos Elaine, mais apaixonada eu fico por suas palavras, e pela capacidade que elas têm de entrar no meu coração... de me fazer refletir, de me fazer sentir melhor!

Você é inspiradora, você é maravilhosa. E trago hoje esse agradecimento especial pela agradável interferência em minha vida. De alguma forma, a sua dor também me afeta, me dá vontade de estar perto pra abraçar. Você não está sozinha Elaine, nós estamos com você. E digo nós, porque sei que existem mais vidas que você afetou sem nem saber! 

Muito obrigada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

insta